Gênio N° 16
Nome: HAKAMIAH

Atuação Parcial na Hora da Vibração Neste Dia: 05:00 às 05:20 h
Atuação Integral nos Dias Deste Gênio: 16/6
 , 28/8 , 4/4 , 9/11 , 21/1

Sentido Positivo:
Protege os governantes, os militares e dá vitória a eles. Impede as perturbações da ordem pública. Possibilita as influências de Vênus (formosura).
Sentido Negativo:
Derrota os governantes e os militares. Cria perturbações de ordem pública e revoltas populares. Dá força aos traidores.

Salmo(s): 16, 88, 10.

1º Salmo - [Número 16] Escolher unicamente a Deus
1 Poema de Davi.
Guardai-me, ó Deus, porque é em vós que procuro refúgio.
2 Digo a Deus: "Sois o meu Senhor, fora de vós não há felicidade para mim." 
3 Quão admirável tornou Deus o meu afeto para com os santos que estão em sua terra.
4 Numerosos são os sofrimentos que suportam aqueles que se entregam a estranhos deuses. Não hei de oferecer suas libações de sangue e meus lábios jamais pronunciarão o nome de seus ídolos.
5 Senhor, vós sois a minha parte de herança e meu cálice; vós tendes nas mãos o meu destino.
6 O cordel mediu para mim um lote aprazível: muito me agrada a minha herança.
7 Bendigo o Senhor porque me deu conselho, porque mesmo de noite o coração me exorta.
8 Ponho sempre o Senhor diante dos olhos, pois ele está à minha direita; não vacilarei.
9 Por isso meu coração se alegra e minha alma exulta, até meu corpo descansará seguro,
10 porque vós não abandonareis minha alma na habitação dos mortos, nem permitireis que vosso Santo conheça a corrupção.
11 Vós me ensinareis o caminho da vida, há abundância de alegria junto de vós, e delícias eternas à vossa direita.

2º Salmo - [Número 88] Desolada lamentação
1 Cântico. Salmo dos filhos de Coré. Ao mestre de canto: em melodia triste. Poema de Hemã, ezraíta.
2 Senhor, meu Deus, de dia clamo a vós, e de noite vos dirijo o meu lamento.
3 Chegue até vós a minha prece, inclinai vossos ouvidos à minha súplica.
4 Minha alma está saturada de males, e próxima da região dos mortos a minha vida.
5 Já sou contado entre os que descem à tumba, tal qual um homem inválido e sem forças.
6 Meu leito se encontra entre os cadáveres, como os dos mortos que jazem no sepulcro, dos quais vós já não vos lembrais, e não vos causam mais cuidados. 
7 Vós me lançastes em profunda fossa, nas trevas de um abismo.
8 Sobre mim pesa a vossa indignação; vós me oprimis com o peso das vossas ondas. 
9 Afastastes de mim os meus amigos, objeto de horror me tornastes para eles. Estou aprisionado sem poder sair,
10 meus olhos se consomem de aflição. Todos os dias eu clamo para vós, Senhor; estendo para vós as minhas mãos.
11 Será que fareis milagres pelos mortos? Ressurgirão eles para vos louvar?
12 Acaso vossa bondade é exaltada no sepulcro, ou vossa fidelidade na região dos mortos?
13 Serão nas trevas manifestadas as vossas maravilhas, e vossa bondade na terra do esquecimento?
14 Eu, porém, Senhor, vos rogo, desde a aurora a vós se eleva a minha prece.
15 Por que, Senhor, repelis a minha alma? Por que me ocultais a vossa face?
16 Sou miserável e desde jovem agonizo, o peso de vossos castigos me abateram.
17 Sobre mim tombaram vossas iras, vossos temores me aniquilaram.
18 Circundam-me como vagas que se renovam sempre, e todas, juntas, me assaltam.
19 Afastastes de mim amigo e companheiro; só as trevas me fazem companhia...

3º Salmo - [Número 10] Parte do Salmo 9, do texto católico e Salmo 10 no texto hebraico, que adotamos
1 Senhor, por que ficais tão longe? Por que vos ocultais nas horas de angústia? 
2 Enquanto o ímpio se enche de orgulho, é vexado o infeliz com as tribulações que aquele tramou.
3 O pecador se gloria até de sua cupidez, o cobiçoso blasfema e despreza Deus.
4 Em sua arrogância, o ímpio diz: "Não há castigo, Deus não existe." É tudo e só o que ele pensa.
5 Em todos os tempos, próspero é o curso de sua vida; vossos juízos estão acima de seu alcance; quanto a seus adversários, os despreza a todos.
6 Diz no coração: "Nada me abalará, jamais terei má sorte."
7 De maledicência, astúcia e dolo sua boca está cheia; em sua língua só existem palavras injuriosas e ofensivas.
8 Põe-se de emboscada na vizinhança dos povoados, mata o inocente em lugares ocultos; seus olhos vigiam o infeliz.
9 Como um leão no covil, espreita no escuro; arma ciladas para surpreender o infeliz, colhe-o, na sua rede, e o arrebata. 
10 Curva-se, agacha-se no chão, e os infortunados caem em suas garras.
11 Depois diz em seu coração: "Deus depressa se esquecerá, ele voltará a cabeça, nunca verá nada." 
12 Levantai-vos, Senhor! Estendei a mão, e não vos esqueçais dos pobres.
13 Por que razão o ímpio despreza Deus e diz em seu coração "Não haverá castigo"? 
14 Entretanto, vós vedes tudo: observais os que penam e sofrem, a fim de tomar a causa deles em vossas mãos. É a vós que se abandona o infortunado, sois vós o amparo do órfão.
15 Esmagai, pois, o braço do pecador perverso; persegui sua malícia, para que não subsista.
16 O Senhor é rei eterno, as nações pagãs desaparecerão de seu domínio.
17 Senhor, ouvistes os desejos dos humildes, confortastes-lhes o coração e os atendestes.
18 Para que justiça seja feita ao órfão e ao oprimido, nem mais incuta terror o homem tirado do pó.

Voltar